sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Em nós a pressa mora



Em nós a pressa mora.
Mas do tempo ao passar
tal bagatela ignora,
entre o que tem vagar!

Tudo que corre agora
em breve há de acabar:
só o que custa a demora
nos pode consagrar.

Jovem, procura e ousa
- não a velocidade,
o voo tentador...

não, pois tudo repousa
no Eterno: claridade
e sombra, livro e flor.

Rainer Maria Rilke
 

Sem comentários:

Enviar um comentário